Direito à saúde: qual é o quadro brasileiro?

Vivemos em um país cuja constituição garante o direito a saúde e educação para todos os seus cidadãos, mas que falha na hora de pôr em prática o que diz a lei em virtude da má gestão das autoridades competentes.

Tanto o direito à saúde, quanto à educação derivam de um princípio bem importante, o da dignidade humana. Este atributo influencia diretamente a atuação de diversos ramos da saúde no Brasil, como por exemplo, o da ginecologia.

A chave para compreender o papel e o funcionamento da ginecologia parte de entendermos um pouco mais sobre o direito à saúde e educação. Continue lendo este texto e saiba mais a respeito. Confira!

Responsabilidade do estado

O artigo 6° da Constituição Federal define, entre outros direitos essenciais, a saúde e a educação como direitos fundamentais para que se oferecem condições mínimas para que a pessoa viva em sociedade.

Já outros artigos da Constituição Federal determinam que é obrigação do Estado desenvolver políticas sociais e econômicas que garantam o acesso universal igualitário a ações que promovem, protegem e recuperem a saúde de todos os seus cidadãos.

Além disso, a Constituição Federal também exige que essas ações em prol da saúde se tornem realidade, através de políticas e unidades públicas de saúde, com os profissionais de saúde se comprometendo ética e juridicamente a atender a todos.

Políticas públicas de saúde

A Políticas públicas de saúde são de responsabilidade do Estado e seguem a linha de prevenir e promover a saúde, segundo duas diretrizes básicas: Atenção básica e a Assistência Primária.

O Estado legisla, estabelece e permite que as políticas públicas se dêem em duas frente, o SUS (Sistema Único de Saúde) e as instituições privadas de saúde, como por exemplo os hospitais públicos e as clínicas particulares da ginecologista bh, respectivamente.

A ginecologia e a obstetrícia são especialidades voltadas a cuidar da saúde da mulher e o seu funcionamento se dá nas duas frentes, já mencionadas, e na atuação e promoção de ações que dêem atenção e assistência para a mulher, visando prevenir e curar patologias diversas.

O financiamento da saúde e a distribuição dos recursos públicos a ela designados

A gestão dos recursos públicos destinados a saúde é idealizada sob estimativas de gastos e a atribuição de recursos. Aí entram por exemplo a capacidade financeira do Estado em adquirir novas tecnologias para tratamentos e diagnósticos, em pesquisa e prevenção de doenças.

Tanto o financiamento quanto a distribuição de recursos são estabelecidos por lei, que tratam de matérias específicas e relacionadas a saúde. Porém, qual a distância entre o que diz a lei e o que acontece na prática? De que forma os problemas de má gestão afetam os serviços de saúde da mulher, como os de ginecologia?

Mais do que compreender o que está inscrito na lei sobre o Direito a saúde e educação, é necessário ter voz ativa para cobrar do Estado que ele faça uma gestão digna e eficiente das políticas públicas.

E que também, as instituições de saúde ofereçam o que há de mais moderno e avançado para o tratamento e a cura de doenças, de especialidades como a ginecologia, cujo papel é importantíssimo para a população feminina.

Gostou do nosso artigo? Compartilhe ele nas suas redes sociais e transmita o conhecimento aprendido com o nosso artigo!

Até a próxima!

 

Como ter sucesso com vendas na internet no Brasil?

Quem deseja abrir um negócio e faturar na internet no Brasil precisa estar ciente de todas as etapas necessárias para ter sucesso. É necessário garantir que todas as comodidades oferecidas pelo e-commerce estejam disponíveis para que os consumidores comprem, acompanhem as compras, façam os pagamentos, entre outras tarefas, sem maiores problemas.

Atualmente o público é muito mais exigente e é preciso satisfazer as demandas dele. Contudo, no caso da internet, esse fator envolve certos elementos técnicos que dizem respeito ao funcionamento da plataforma de vendas ou a forma como sua loja será encontrada pelas pessoas, por exemplo.

Por isso, veremos algumas práticas que devem ser implementadas pelas empresas para ter sucesso com vendas na internet. Confira!

Tenha um site completo

Ele precisa funcionar bem e ter todos os requisitos de usabilidade para que os visitantes tenham uma boa experiência de navegação e facilidade em comprar. O desing precisa ser limpo, com imagens leves, poucas cores e ser resposivo, ou seja, se adaptar aos diferentes formatos de tela. Ainda, é imprescindível prezar pela segurança do site, a fim de evitar ataques ou roubo de informações.

Disponibilize multicanais de acesso

Sua loja deve estar ao alcance dos consumidores, na internet, isso significa participar de diversos canais utilizados pelo seu público-alvo, inclusive, para o atendimento. Geralmente, as grandes empresas da internet no Brasil possuem comunicação via chat, e-mail, telefone, aplicativos de mensagens, entre outros. Além disso, pode ser interessante participar de market places para aumentar seu alcance.

Reúna uma equipe capacitada

Fazer todo o trabalho de montar e operar uma loja virtual sozinho pode não ser uma boa ideia, é preciso contar com uma equipe treinada em diversas especialidades. Mesmo que você use serviços terceirizados, certifique-se de se cercar de bons profissionais de TI, design, conteúdo, marketing, entre outros, para garantir que seu negócio esteja em boas mãos.

Invista em SEO

Essa sigla, em inglês, significa SEARCH ENGINE OPTIMIZATION
ou Otimização para Mecanismos de Busca, em bom português.

É um trabalho que visa a melhoria da encontrabilidade de um site nos mecanismos de pesquisa, como o Google, Yahoo, etc. Como as primeiras posições de certos termos buscados são muito disputados, é necessário um duro trabalho de SEO para conquistar uma boa colocação nesses rankings.

Faça a gestão do negócio

Após o cliente finalizar a compra, começa uma parte do trabalho que requer muito cuidado e organização. Se os pedidos não forem gerenciados corretamente, a logística não funcionar, faltarem produtos no estoque, problemas com relatórios, entre outros, as mercadorias podem chegar com atraso, ou nem chegarem, e sua reputação ficará manchada. Então, se capacite sobre todos os processos de gerenciamento da sua loja virtual e deixe seu negócio com um padrão de operação profissional.

A internet no Brasil pode ser um grande espaço de comércio e é possível faturar bastante com a venda de produtos. No entanto, é essencial ter planejamento, estar por dentro das tendências e se capacitar. Somente dessa forma será possível obter a vantagem competitiva para alcançar o sucesso.

Mostre aos seus amigos como eles também podem lucrar na internet. Compartilhe este post nas suas redes sociais!

Guia Cultural

Olá, meu nome é Pedro!

Tenho 25 anos e sou formado em gastronomia pela Universidade Federal de Pernambuco.

Atualmente moro na capital mineira. Criei esse blog como guia cultural para falar sobre gastronomia, festas, culturas e lugares interessantes do nosso Brasil.

Irei compartilhar todo meu conhecimento e pesquisa que farei com muito carinho e dedicação para vocês dentro desse guia cultural!

Qualquer coisa podem entrar em contato com soltonacidadeblog@gmail.com